Entenda a privatização da Eletrobras

Em 21/08, o Ministério de Minas e Energia anunciou que vai propor a redução da participação da União no capital da Eletrobras, a gigante da energia elétrica do Brasil. Assim como já aconteceu com outras grandes empresas brasileiras (Embraer e Vale, por exemplo), o governo vai vender ações da Eletrobras na bolsa de valores e deixará de ter o comando do empreendimento. O Governo pretende arrecadar cerca de R$ 20 bilhões com esta operação, além de proporcionar mais competitividade e agilidade à empresa. A arrecadação ajudará a diminuir rombo das contas públicas do Brasil, que apenas para 2017 é estimado em R$ 159 milhões. Números Atualmente, 40,98% do capital total e 51% das ações ordinárias da Eletrobras pertencem à União, permitindo assim, o direito de voto em decisões. O valor de mercado da empresa é de R$ 19,5 bilhões e ela possui R$ 38,4 bilhões em dívidas, acumuladas nos últimos 15 anos. Sua receita líquida anual é de R$ 60,7 bilhões.  Segundo os planos do Governo, serão privatizados a geração de energia (cerca de 40 hidrelétricas, 114 termelétricas a gás natural, óleo e carvão, 69 usinas eólicas, uma solar, (próprias ou em parceria); a distribuição (atua em seis estados das regiões Norte e Nordeste); e a transmissão (é responsável por 31% da geração de energia do Brasil e por quase metade das linhas de transmissão do país). Já o Complexo de Angra, a ITAIPU Binacional e os programas sociais como Luz para Todos e o Procel não serão privatizados. De acordo com nota oficial do Ministério, "a saída (para a crise econômica) está em buscar recursos no mercado de capitais atraindo novos investidores e novos sócios. O governo permanecerá como acionista, recebendo dividendos ao longo do tempo. A empresa passará a dar lucro e não prejuízo, o que beneficiará estados e municípios com o aumento na arrecadação de impostos". Além disso, o governo manterá poder de veto em decisões estratégicas da empresa. Também é meta da União, estabelecer limites à participação de novos acionistas, buscando assim a pulverização do capital da companhia em vez da transferência do controle para apenas um novo dono. A privatização será ainda avaliada pelo colegiado que trata de privatizações e concessões no Governo, o PPI (Programa de Parcerias em Investimentos).   Fonte: Globo.com e Folha de São Paulo Imagem: www.veja.abril.com.br

Leia Mais

Clique aqui para ver mais notícias


Realizações



74

Ponto dos Volantes
R$ 880.000,00
2013 Liquidada (paga)

26

São João Nepomuceno
R$ 950,00
2011 Liquidada (paga)

123

Imbé de Minas
R$ 17.025,00
2014 Liquidada (paga)


Logo Principal

Copyright © 2017 Deputado Federal Renzo Braz - Todos os direitos reservados